CAPELA DE NOSSA SENHORA DAS DORES

Em junho de 1766 deu entrada na Diocese do Porto o pedido para a construção de uma capela dedicada a Nossa Senhora das Dores, neste local que, na época, era designado por Monte da Carriça. A iniciativa, fundamentada na especial devoção que os moradores tinham pela Virgem, foi liderada pelo Abade Inácio de Morais Sarmento Pimentel.
A informação relativa à capela, construída nessa altura, é escassa, supondo-se que a mesma era de dimensão reduzida. Em 1879 foi totalmente reformada sob patrocínio do Comendador Manuel José Ribeiro, mais tarde distinguido com o título de Conde de São Bento.
O novo edifício foi delineado segundo um programa arquitetónico de capela de romaria, com fachada-torre e um balcão sobreposto ao portal principal, permitindo a celebração de missas campais nos dias da festividade. O templo, de planta em cruz latina, não sofreu alterações significativas desde então.
Esta capela, localizada no espaço mais simbólico do concelho da Trofa, é, ainda hoje, o elemento central das festas em Honra a Nossa Senhora das Dores, que se realizam no terceiro domingo de agosto. Excecionalmente, quando o terceiro domingo coincide com o dia 15 de agosto, as festas ocorrem no quarto domingo.

Outros Dossiers Temáticos
Publicidade
Vídeos
ALAMEDA DA ESTAÇÃO DA TROFA
RESUMO VISITAS À EB2/3 PROF. NAPOLEÃO SOUSA MARQUES
BELIVE TROFA 2019 - RESUMO